Idosos representam 71% das mortes causadas por Covid-19

30 de junho de 2020
O Brasil já ultrapassou a marca de 50 mil mortes por infeções pelo novo coronavírus. Desse total de óbitos por complicações da Covid-19 por síndrome respiratória aguda, 71% dos casos são de pessoas acima dos 60 anos. Ainda de acordo com o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, de 24 de junho, a metade dos casos de hospitalizações pelo mesmo motivo é de pessoas dessa faixa etária. Uma publicação divulgada pelo Governo do Estado do Paraná em parceria com a Universidade Estadual de Ponta Grossa reforça essas orientações.
Um dos autores do material, o farmacêutico Erildo Müller, explica porque os casos de Covid-19 podem evoluir de forma mais grave em indivíduos com idade mais avançada. “Têm maior risco os pacientes do sexo masculino, acima dos 60 anos, que fazem uso do cigarro ou que apresentam outras comorbidades, como por exemplo, hipertensos, diabéticos e quem apresenta doenças cardiovasculares e respiratórias. E porque é mais grave em idoso? É porque a resposta do organismo do idoso não é mais a mesma de uma pessoa jovem, então como a resposta imune está muitas vezes diminuída ele acaba tendo uma maior gravidade”.
O farmacêutico acrescenta que os sintomas da doença no idoso podem ser diferentes. Geralmente a tosse, a febre, a perda do olfato e do paladar e a falta de ar são sinais mais característicos da doença. “Em alguns idosos a febre pode não estar presente porque não é a mesma resposta de uma pessoa jovem. A falta de ar também pode ser confundida com outras doenças de base que ele tenha como por exemplo uma insuficiência cardíaca ou uma doença pulmonar. Então, isso faz com que o diagnóstico ocorra mais tardiamente diminuindo a chance de recuperação mais rápida ou podendo ter uma evolução mais rápida nesta situação”.
Diante dessa situação mais vulnerável e diferenciada, pacientes da terceira idade necessitam de cuidados especiais. É preciso também maior atenção com medicamentos e prevenção. É o que enfatiza o conselheiro federal de farmácia pelo Paraná, Gustavo Pires. “Como esses pacientes usam muitos medicamentos, a orientação é não interromper os tratamentos em caso de suspeita de covid. Cuidados com a higiene, escovar a boca e a prótese também ajudam a remover algum vírus que possa ter ficado alojado na boca. Quem cuida ou mora com o idoso também deve seguir rotinas importantes. Quando chegar da rua, lavar as mãos e usar álcool em gel e usar máscara para proteger a pessoa que ele está cuidando”.
O e-book de orientação para cuidadores e idosos traz também informações sobre o impacto dos medicamentos na saúde e na qualidade de vida dessas pessoas. O material pode ser acessado gratuitamente no site da Universidade Estadual de Ponta Grossa no endereço eletrônico: www2.uepg.br.
Essa matéria também está disponível na Rádio News Farma: www.newsfarma.com.br/
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© 2013, Todos os Direitos Reservados - Conselho Regional de Farmácia - Piauí - Brasil
Conselho Regional de Farmácia do Piauí
Rua Professor Nódgi Nogueira, n° 4193
Bairro Ininga. CEP: 64.048-465
Tel.: 86 3222 8480/ 32262863 Faz: 3222-8999